segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

O palhaço e o cão

Você consegue encontrar o cão nessa imagem?

sexta-feira, 28 de dezembro de 2012

Norma Bar e os anúncios para a IBM

Estes são alguns cartazes que Norma Bar desenvolveu para a IBM referente ao projeto "Smarter Planet". São ilustrações ambíguas com duplo sentido de uma poisa gráfica estonteante. O astronauta criado a parti do ovo frito é o meu favorito.






quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Mais crânios

Agora estou entendendo essa série de capas deste manga que não faço a menor ideia qual seja o nome.
Além do crânio maior "escondido" na composição principal, há vários outros crânios menores "mesclados" na imagem.

 Fonte: Artricks

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

Mais um enigma figurado

Esse é um enigma pitoresco publicado na Enciclopédia Enigmística de Irineu Villa-Boas Esteves de 1974.
Neste caso é o enunciado de enigma. A solução é "Branca é a mulher inocente". A solução é cândido, que é o sinônimo de "inocente".

terça-feira, 25 de dezembro de 2012

Natal ilusório

Ho Ho Ho, mais um Natal, com panetones, bebidas, doces e presentes que agradam e outros nem tanto.
Aqui neste blog algumas curiosidades diferentes desta data.

Alguns ambigramas:


Neste dois casos podem ser lidos quando rotacionados 180°. No segundo exemplo é mais impressionante porque a palavra "merry" quando rotacionada se transforma em ""2010"!
Acima um raro ambigrama em português de "Feliz Natal".

Palíndromos
Lá tá no novo; e sem o califa na fila come-se ovo no Natal.
Ah, livre era papai Noel, Leon ia papar ervilha.

Upside Down
Nesta primeira imagem de uma lado há um velho cowboy e de outro o papa Noel. Seria a identidade secreta do bom velhinho? Fonte: "A Little Giant Book Optical Illusions" Keith Key.


A outra imagem upside down é curiosa. De uma lado o papai Noel do outro uma rena!
Já havia citado esse desenho do talentoso cartunista Harpo. É um upside dow com o presépio! O anjo se transforma no menino Jesus, José quando rotacionado "vira" Maria e a vaca se transforma num burro!

 Ilusão com crânio
O cartunista russo Valentine Dubini bolou esses bizarro cartum em que o papai Noel lembra um crânio!

segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

sexta-feira, 21 de dezembro de 2012

Nomes palíndromos

Martin Gardner afirma que são extremamente raros nomes palíndromos ( Ah, descobri, Editora Gradiva). Ele cita alguns Leona Noel, Nella Allen, R. J. Drakard, Jr, mas não fica claro se é uma lista inventada ou nome de pessoas reais.
Em português há uma série de prenomes que são palíndromos: Ana, Natan, Oto, Mussum.
Fica aberto a temporada de caça a nomes próprios palíndromos em português.


quinta-feira, 20 de dezembro de 2012

Capa upside down

Curiosa capa de um livro infantil japonês com um face upside down.

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Fósforos upside down

Embalagem de uma caixa de fósforos de Phoenix, Arizona de 1940.

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

A maçã histórica

Pode parecer ingênuo essa brincadeira que foi publicada na página infantil de "Modas e Bordados" n° 3109 de agosto de 1971, mas ela é de fina sutileza.
Claro que existe uma liberdade poética para os personagens. Na primeira maçã os personagens são Adão e Eva.  A segunda maçã cita o feitio do herói lendário suíço Guilherme Tell e por último uma clara referência a Isaac Newton que por sinal é o único personagem verdadeiro da "História Universal" deste passatempo.

sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

Pronomes diferentes

Mais um trocadilho do Barão de Iatararé. Com a chamada de "Verbo irregular" ele apresenta os pronomes pessoais de uma forma diferente. Publicado no jornal "A Manha" em 26 de junho de 1947.

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Problemas sonoros em Dó Maior

Mais uma ideia genial do Barão de Itararé. Os "Problemas sonoros", uma série de passatempos usando as notas musicais. Publicado no jornal "A Manha" em 15 de março de 1951.




quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

Uma planta diferente

Ilustração curiosa publicado no n° 3, do jorna Domingo Ilustrado de Portugal em 1925.
Com a pergunta "Que flor é esta, etereamente viçosa?" Procurei a resposta nas outras edições mas não encontrei. O fato que numa simples olhada é visível uma rosto de cabeça para baixo com um "chapéu"... Um upside down. Talvez a reposta seja um trocadilho com o nome de alguma planta e este nome lembre a sonoridade de algo relacionado a face de ponta cabeça. O enigma permanece...

terça-feira, 11 de dezembro de 2012

Figuras com o ABC

Esses são alguns exemplos de centenas que existem por aí de como transformar a forma das letras em desenhos, são os abs pictures, ótimo para enriquecer o conteúdo de uma aula de alfabetização.



segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Mais um enigma pitoresco

Enigma pitoresco publicado em O Malho de 31 de março de 1923.
A solução é clara: De a direita sem que a esquerda note.

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

O ano é 1926

Esse desenho foi publicado na revista O Malho de janeiro de 1926. É de autoria de Raul Pedeneiras, famoso por criar os onomatogramas. Aqui ele desenha uma face (talvez sua própria caricatura) e utiliza para isso os numerais romanos que forma o ano de 1926 = MCMXXVI

quinta-feira, 6 de dezembro de 2012

As 10 ilusões de óticas favoritas de Richard Wiseman

Richard Wiseman é britânico e professor de psicologia na  Universidade de Hertfordshire. Ele mantem um blog diário com muitas ilusões óticas, puzzles e curiosidades destas áreas.
Neste vídeo ele listou as 10 ilusões ótica que ele mais gosta.

quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Reino Unido em forma de menina de manga

No Anfreak publicou este desenho em que o mapa do Reino Unido é representado como se fosse uma menina desenhada no estilo manga.
 Mais informações na fonte original.

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

EUA antropomórfica

Interessante cartão postal com imagem  antropormórfica da América do Norte.

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Leão com as colônias inglesas

Cartão postal com a imagem de um leão. Na juba estão escritos os nomes das colônias inglesas durante a Primeira Guerra Mundial. Data:1915.

sábado, 1 de dezembro de 2012

Sebos e sábios

Fugindo um pouco dos assuntos apresentados aqui, queria compartilhar esse ótimo micro documentário que fala sobre sebos. Mais da metade do meus livros vem de sebos, é lá que encontro pilhas de coisas que caíram no esquecimento, como por exemplo o Miscellanea Recreativa de 1912, por exemplo.
O documentário é de Marcelo Rennó e se chama Sebos e sábios.


sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Caligrama Kaiser

Cartão postal, cerca de 1915, que mostra a face em forma de caligrama do Kaiser Guilherme II.

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Face numérica

Desenho feito em 1870. Fonte Changing faces. George Tscherny, 2004

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Origem do nome Rio de Janeiro

Essa origem é contada pelo Barão de Itararé em seu jornal A Manha, # 3, ano XXV, setembro de 1950. O único senão é que o Barão era mestre em inventar falsas etimologias, então...

terça-feira, 27 de novembro de 2012

Enigmas pitorescos de "Domingo Ilustrado"

Dois enigmas pitorescos que encontrei em edições da revista portuguesa "Domingo Ilustrado" de abril de 1925.
A solução do primeiro enigma é: "Cada um em sua casa e grande"
No segundo enigma a solução é: "O cão que defende a porta é fiel"

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

O tigre e o domador

Publicado na revista Serões, #32 de 1908.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

O Breve Verbo - o livro


Um projeto antigo, mas bem antigo mesmo. Começou em 2002 e só agora ganhou uma edição impressa pela Editora Ocelote comandada pelo amigo Lucio.
O Breve Verbo nasceu de uma carência total de livros (ou quadrinhos, dependendo do ponto de vista) sobre jogos verbais em nossa língua. Ele começa bem, porque é a primeira edição a reunir somente jogos verbais de diversas áreas em nosso idioma. Esta é a lista dos assuntos que selecionei para esse volume:
Palíndromos; Sinais de pontuação; Emoticons; Nomes próprios; Ludosiglas; Palavras escritas na calculadora; Cúmulos; Pixies; Typewri toons; Pangrama; Tautograma; Ordem ocultas nas palavras; Quebra cabeças com letras; Alfabetos compactos; Anamorfose; Charadas com letras; Mnemônica; Assinaturas auto-referentes; Cacofonia; Números e letras; Caligrama; Figuras onomásticas; Equações com letras; Palavras com fósforos;  Charadas verbais; Letras com uma traçada só; Paradoxos verbais; Acróstico;
Frases auto-referentes; Lipograma;  Oxímoro; Anagrama; Língua do pê; Criptogramas e alfaméticos;
Ambigramas; Ilusões de ótica com palavras; Palavras mágicas; Mágicas com palavras e um punhado de outros assuntos em um capítulo chamado "Miscelânea".
Com o tempo exclui alguns capitulos já desenhados, um deles falava dos trocadilhos usado em nomes de filmes de pornochanchada na época da Boca do Lixo. Outro que caiu foi sobre frase de para-choques de caminhão caiu fora. Abaixo uma amostra de como era.



A pesquisa foi complicada, muitos jogos verbais não tem exemplos em português,  por exemplo, os  cartuns com letras chamados PIXIES inventados no anos 60 pelo americano  Jack Wohl. Neste caso a solução foi criar ideias próprias para exemplificar. Assuntos como ANAGRAMA prometiam reder muita história mas foi um sufoco achar bons exemplos em português.


Eu acho que o O Breve Verbo serve para duas coisas: Primeiro, mostrar um universo de possibilidades em relação a lúdica verbal que poucos conhecem. É impossível ficar indiferente a assuntos como, por exemplo, anamorfose com palavras. Neste caso é ler e se divertir.
Segundo, acho que o resgate e a valorização destes jogos se deve ser feita com urgência. Muitos jogos verbais estão praticamente extintos, resgatei meia duzia deles no livro.
Talvez perguntem, para que servem os jogos verbais? Primeiramente para entreter e divertir. Alguns jogos são exercícios de intelecto e beiram a composições poéticas (anagramas, palíndromos, lipogramas...). Mas os jogos verbais demonstram ser o próximo passo quando o hábito de ler se torna um prazer. Quando você se torna íntimo do verbo, da palavra, do texto,  é natural que a palavra comece a transcender. Então, de uma certa forma muitos jogos verbais são uma evolução desta relação leitura/prazer. Se você não gosta de ler, então nunca vai entender a magia de um palíndromo.
Por que fazer esse livro em forma de história em quadrinho? Bem, eu desenho quadrinhos e assim pude colocar humor e ironia em cada página. Na verdade O Breve Verbo não segue uma estrutura de história com começo, meio e fim. Basicamente os assuntos são expostos e exemplificados com centenas de exemplos. E por fim, jogos de palavras são perfeitos para o formato de quadrinhos, até me espanto nunca ninguém ter pensando nisto antes.
Em momento algum esse livro pretende esgotar qualquer assunto apresentado e muito menos ele deve ser a palavra final em jogos verbais em nosso idioma.
O livro estará a venda na livraria Cultura e na Nobel, mas o Lucio me avisou que é possível solicitar através de e-mail da editora: editoraocelote@gmail.com , o preço sugerido é de R$ 24,90 já com taxa de correio incluída, para maiores detalhes escrevam para ele.
O Breve Verbo. Antonio Eder. Editora Ocelote. 1° Edição. 100 páginas.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Coelho feito com sombras

Para que gosta do assunto duas possibilidades de se fazer um coelho  com as mãos.


quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Hoje é um dia palíndromo

Pois é, a dica foi dado pelo pessoal do Club Palindromista Internacional. Só para lembrar quando envolve números, datas, horários, etc o palíndromo se chama capicua.

Cavalo/flor

Já havia mostrado aqui uma imagem em eco em que um gato se assemelhava em muito com um polvo. Era uma anuncio publicitário dos anos 50 para a Ethyl Gasoline. Neste outro cartaz desta campanha mostra uma engenhosa imagem de um cavalo que lembra a imagem de um flor.

terça-feira, 20 de novembro de 2012

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Cadê o passarinho?

Olhe bem... sim há uma pássaro.
 Dica: olhe mais ou menos do meio da foto, um pouco para direita.. tãtãtãtãtãtã!!!!